One Comment

  1. Miriam Elizabeth de Farias
    23 de maio de 2018 @ 14:03

    Boa tarde gostaria de colocar minha observação em questão da campanha contra o abuso e tudo mais…..
    Hoje eu adulta que fui vitima de abuso pelo meu pai biológico dos 8 aos 13 anos e em momento algum senti um ou alguns destes pontos que sitam na campanha.Explicando meu ponto de vista, é provável que o único carinho(abusivo)que a criança ou adolescente recebe é desta forma, deste membro da família ou não, também a maneira como é abordada(abusada)não é pedido segredo, não é ameaçada, não causa dor e nem culpa, pelo contrário, ela sente segura e amada talvez pelo única pessoa que toca nela, que olha pra ela. Vejo muitas campanhas ou algo no tipo e gostaria que estes profissionais ouvissem mais pessoas talvez adultos que hoje superarão esta trajetória da vida e já amadurecidos para fazerem um preventivo mais eficaz dentro de várias realidades abordadas!Gratidão estou a disposição

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *