One Comment

  1. Adriana Furlaneti
    2 de julho de 2018 @ 20:36

    Parabéns! Como sempre um excelente reflexão sobre a condição das mulheres do nosso país, bem como a situação em que vivemos e a visão cega da elite e dé uma classe média conservadora.
    Os direitos sociais dissipados, a violência exacerbada , o sangue dos pretos , pardos pobres e moradores da periferia que não conseguem romper com este ciclo imposto pelo estado neoliberal irá continuar até quando?
    É sempre bom ver uma mulher inteligente escrever e mostrar tão bem a realidade.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *