2 Comments

  1. Brasil tem 40 mil internações por falta de saneamento básico em 3 meses
    05/06/2020 @ 18:00

    […] Mesmo atendendo apenas metade da população com um serviço que, como o nome indica, é básico, a Advocacia Geral da União (AGU) defendeu recentemente, no Supremo Tribunal Federal (STF), um decreto do presidente Jair Bolsonaro que retirou os serviços de captação e tratamento de água, esgoto e lixo da lista de serviços essen… […]

    Reply

  2. Avatar Wilson Orlandin
    29/06/2020 @ 13:13

    O decreto do presidente da república tem por objetivo acentuar a inacessibilidade da população aos serviços de saneamento e água tratada? Aumentar esses números de 100 milhões e 35 milhões de excluídos?
    Há alguma justificativa do presidente para essa ação?

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *