O investimento social como impulsionador da transformação

Compartilhar

Conheça a iniciativa da arquiteta Milena Carvalho que, através da escrita criativa e autoficcional, levou oficinas a grupos de mulheres em nove municípios do interior da região Nordeste do país. Ação só foi possível graças a investimento social.

Imagem
Foto: Projeto sou Mulher e Muito Mais/ Oficina em Nazaré da Mata (PE)/ Divulgação

Por Redação

Há mais de 30 anos, brasileiros comprometidos com a transformação social têm utilizado as leis de incentivo fiscal como um importante instrumento de investimento social.

Milena Carvalho é uma dessas pessoas. A arquiteta, cineasta e escritora passou alguns anos dando aula de escrita criativa no Complexo do Alemão e hoje, além de dirigir curtas e documentários, é líder de um projeto focado na realização de oficinas literárias com grupos de mulheres em nove municípios do interior da região Nordeste do país. A iniciativa propõe a escrita autoficcional como forma de organização de pensamentos e sentimentos femininos.

A didática da oficina é construída a partir da leitura do seu livro de “Quem é essa mulher?”. A obra de Milena é o ponto de partida para as oficinas, abordando temas como a violência sexual, a maternidade na adolescência, os padrões comportamentais de uma educação não feminista, a superação e o amor. A partir de diversas vivências da autora e fundadora do projeto, a iniciativa se ancorou no poder transformador da escrita como apropriação da própria vida para indivíduos que vivem em situação de vulnerabilidade.

E o que as leis de incentivo fiscal têm a ver com essa iniciativa? Tudo! Com o projeto aprovado pela Lei Rouanet, Milena vivia a dificuldade de captação para tirá-lo do papel. Próximo do prazo estipulado para implementação do projeto, a plataforma da Simbiose Social encontrou o projeto que se conectava com a abordagem de dois de seus clientes e entrou em contato para articular um aporte para a implementação de 100% desse projeto. Com o investimento, mais de 100 mulheres de comunidades do interior do Nordeste foram beneficiadas diretamente.

Na prática, o projeto aconteceu no período de 30 de abril a 3 de julho de 2022 e percorreu as cidades de Codó (MA), Nazária (PI), Poranga (CE), Poço Redondo (SE), Cachoeira (BA), Santana do Mundaú (AL), Taperoá (PB), Nazaré da Mata (PE) e Macaíba (RN). Em cada localidade, uma comunidade específica foi contemplada: de quebradeiras de coco a parteiras, quilombolas, artesãs, indígenas e dançarinas, entre tantos outros recortes culturais que somam a pluralidade da mulher nordestina.

“Esse é um exemplo claro de que o Brasil está escrevendo um novo capítulo para o investimento social. Estamos convictos que o futuro da temática passa pelo uso da tecnologia para romper barreiras e criar evidências do impacto social. Com o uso da inteligência artificial, a tomada de decisão das empresas se beneficia de um viés consciente norteador de uma verdadeira transformação que coloca o segundo e terceiro setor juntos em prol da coletividade. E, claro, uma das peças-chave desse olhar inovador são as leis de incentivo fiscal, tais como a Rouanet”, afirma Raphael Mayer, cofundador da Simbiose Social.

Raphael explica que cada vez mais há interesse em investir em projetos com temáticas educacionais na Lei Rouanet. Em contrapartida, os gestores afirmam que é muito complexo ter acesso aos projetos em localidades de baixíssimo nível educacional.

“Nesse contexto, a Simbiose Social criou uma solução que dá luz aos projetos dentro de cada grupo. Ao cruzar as demandas sociais na tomada de decisão para a verba investida via Lei Rouanet – e outras leis de incentivo fiscal –, as empresas garantem que o aporte fique mais bem distribuído em todo o território nacional e tenhamos mais inteligência no investimento social. Dar mais luz a projetos sociais de todas as regiões do país é uma forma de oferecer mais impacto positivo para a sociedade. Que venha 2023!”, declarou Raphael.

A Simbiose Social é uma social tech que atua no mercado de leis de incentivo para democratizar a distribuição dos recursos entre projetos de impacto social. As leis de incentivo são importantes instrumentos para financiar projetos alinhados aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, estabelecidos pela Organização das Nações Unidas.


Compartilhar