Crise econômica no país leva 4,5 milhões de brasileiros à extrema pobreza

Compartilhar

Em 2018, 13,5 milhões de brasileiros viviam com renda per capital mensal de até R$ 145

Brasil já avançava para um colapso antes mesmo da pandemia
Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Por: Isabela Alves

Desde o início da crise econômica, em 2014, 4,5 milhões de brasileiros foram parar na extrema pobreza. Em 2018, 13,5 milhões de brasileiros encontravam-se nesta situação, vivendo com renda per capital mensal de até R$ 145. Os dados são da Síntese de Indicadores Sociais 2019, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Segundo o IBGE, é considerado em situação de extrema pobreza quem possui menos de US$ 1,90 por dia, o que equivale a aproximadamente R$ 145 por mês. Essa linha foi estabelecida pelo Banco Mundial.

O número de pessoas que vivem em situação de pobreza extrema (13,5 milhões) no Brasil é equivalente a 6,5% dos brasileiros. Este número é superior à população inteira de países como Bolívia, Bélgica, Cuba, Grécia e Portugal.

Entre quem vive na extrema pobreza, 72,7% são pretos ou pardos e quase metade vive no Nordeste (47%). O Maranhão foi o estado com maior percentual de pessoas com rendimento abaixo da linha de pobreza, com 53%. Já Santa Catarina apresentou o menor percentual de pobres, com 8%.

Fontes: IBGE e O Globo


Compartilhar