8 Comments

  1. Em 6 meses, 35 mil mulheres foram vítimas de violência doméstica – Observatório da Evangelização
    09/08/2019 @ 14:55

    […] Em 6 meses, 35 mil mulheres foram vítimas de violência doméstica Em 6 meses, 35 mil mulheres foram vítimas de violência doméstica […]

    Reply

  2. Em 6 meses, 35 mil mulheres foram vítimas de violência doméstica
    14/08/2019 @ 09:13

    […] Por Isabela Alves I Observatório 3º setor […]

    Reply

  3. Avatar Rodrigo
    22/08/2019 @ 16:20

    Achei Pouco, deveriam contar o ano inteiro.

    Reply

  4. Avatar Nádia Nara
    02/09/2019 @ 09:19

    Estes números são os de Denúncias , quantas mulheres não denunciam por medo, quantas n podem se defender e escondem, quantas tem vergonha de dizer isso. E ninguém faz nada para conscientizar essas mulheres a gritar e divulgar esses idiotas egocêntricos e doentes mentais.

    Reply

  5. Avatar Jose de Freitas
    02/09/2019 @ 17:11

    E quantas são de denúncias falsas para poder afastar o pai dos filhos e ficar com os bens do casal?

    Reply

  6. » Em 6 meses, 35 mil mulheres foram vítimas de violência doméstica
    04/09/2019 @ 11:28

    […] Veja publicação original:  Em 6 meses, 35 mil mulheres foram vítimas de violência doméstica […]

    Reply

    • Avatar Camila
      15/09/2019 @ 14:18

      José, boa tarde.

      Que especulação nojenta para se fazer em uma matéria que tenta ajudar as mulheres.

      Caso não saiba, é necessário apresentar provas e fazer corpo delito.

      Você não é a vítima do caso!

      Reply

  7. Avatar Renatho Siqueira
    01/11/2019 @ 16:34

    Absurdo, inconcebível e nefasto…

    Não obstante, fico me perguntando onde estão as estatísticas sobre homens agredidos, física e psicologicamente, pelas suas companheiras ou ex-companheiras.

    Além disso, me pergunto quantas dessas denúncias são falsas com objetivos de obter ganhos ilícitos, afastar pais de seus filhos injustamente ou exigir reparação pecuniária.

    E não: NÃO É UMA ESPECULAÇÃO, mas a realidade cotidiana que se tenta esconder a todo custo.

    Cadê a igualdade de gênero nessas horas?

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *