Fundação Abrinq abre inscrições para o Prêmio Criança 2022

Editais
Compartilhar

Prêmio Criança 2022 contempla projetos voltados à promoção da saúde mental de crianças e adolescentes. Inscrições podem ser feitas até 30 de junho

Fundação Abrinq abre inscrições para o Prêmio Criança 2022
Foto: Freepik

Por Ana Clara Godoi

A Fundação Abrinq está com inscrições abertas para o Prêmio Criança 2022, uma premiação exclusiva para organizações da sociedade civil voltada a projetos sociais que atual em prol da saúde mental de crianças e adolescentes.

O Prêmio Criança foi criado em 1989, com o objetivo de reconhecer iniciativas de empresas e organizações da sociedade civil voltadas a ações que contribuam para assegurar os direitos das crianças e dos adolescentes. O evento é realizado a cada dois anos e já reconheceu 89 iniciativas em diversas cidades do Brasil.

Devido à importância do tema, a saúde mental já foi assunto da edição do Prêmio Criança 2020, onde três projetos de organizações da sociedade civil foram premiados. Os projetos apresentaram práticas que contribuem para a promoção do bem-estar e da saúde mental das crianças e adolescentes. São eles: Projeto Com Tato, desenvolvido pelo Instituto Fazendo História, de São Paulo (SP); Projeto Prevenção em Saúde Mental para Crianças e Adolescentes em Grupos de Inclusão, realizado pela Organização Manaíra, de Recife (PE); e Projeto Quixote, mantido pela associação de mesmo nome, localizada em São Paulo.

Para Victor Graça, executivo da Fundação Abrinq, a saúde mental é extremamente relevante para todo ser humano e evidenciar isso é fundamental para promovê-la. “A infância e adolescência são fases cruciais para se trabalhar a saúde mental e por isso, por mais um ano, queremos apoiar e dar voz às organizações que desenvolvem projetos voltados para este tema”, explica.

Podem ser inscritas para o Prêmio Criança 2022 iniciativas associadas a um ou mais dos seguintes eixos: projetos que visam diminuir as chances de ocorrências de problemas relacionados à saúde mental em crianças e adolescentes expostos a fatores de risco; projetos que visam identificar e evitar o agravamento de problemas de saúde mental em crianças e adolescentes; projetos que visam oferecer cuidados e atendimentos clínicos voltados à saúde mental, bem como promover a redução de fatores de risco.

O projeto inscrito deve estar sendo realizado pela organização há pelo menos 12 meses.

As inscrições podem ser feitas até 30 de junho, mediante o envio do formulário de inscrição disponível no edital.


Compartilhar