9 Comments

  1. Instituto constrói minicasas para pessoas em situação de rua nos EUA – G3 – Guia de Notícias do Terceiro Setor e do Voluntariado
    4 de janeiro de 2019 @ 22:24

    […] Fonte: Observatório3Setor […]

    Reply

  2. Avatar Enéias
    6 de janeiro de 2019 @ 23:39

    Ah é tipo o minha casa minha vida daqui do Brasil, a diferença é que o brasileiro vai passar a metade da vida pagando para morar dentro de um Tupperware de tão pequenas que são, justo seria terrenos padronizados de 10×20, governo fez o povo de capacho e de idiota explorou até onde deu e tem gente que ainda jumento que ama o PT.

    Reply

  3. Avatar ReMena
    7 de janeiro de 2019 @ 23:04

    Minha Casa Minha Vida … a galera sai da comunidade e não está acostumado a pagar luz … condomínio, etc … morei temporariamente num desses condomínios e a dívida era absurda … uma bagunça … ninguém pagava nada !!!! Então monte de processos para retomada dos imóveis … esse projeto americano é muito bacana … mas aqui no Btasil iam logo fazer uns puxadinhos e fazer virar favela !!!!

    Reply

    • Avatar Keanu
      10 de março de 2019 @ 07:19

      Enéias, você vê apenas o lado ruim do minha casa minha vida!
      Mas a grande maioria que finalmente conseguiu adquirir uma moradia, que antes seria impossível, está satisfeita sim! É melhor pagar um financiamento de algo que um dia será seu do que pagar a vida inteira aluguel e nunca ter nada!

      Reply

  4. Avatar gizelia aparecida da silva araujo
    20 de janeiro de 2019 @ 18:38

    Achei muito bom este projeto ótimo
    eu tenho uma ong de mulheres na qual desenbolve a mulher para sua
    propria renda adorei o projetos de voces.

    Reply

  5. Avatar RITA
    22 de janeiro de 2019 @ 14:54

    Olá Enéias. O projeto não é uma medida habitacional. São moradias emergenciais e temporárias para pessoas em situação de rua. Um projeto lindo mas, como as próprias gerentes comentaram, não é solução para déficit habitacional mas uma ferramenta para diminuir a vulnerabilidade física e psicológica de quem não tem um teto, um endereço. Acredito que possa ser replicado em qualquer lugar por governos, ONGs, instituições sociais, religiosas, etc.

    Reply

  6. Avatar Adriana
    18 de março de 2019 @ 15:30

    O projeto é ótimo e tem um bom resultado em países com outra educação. Aqui, grande parte dos moradores de rua não querem deixar essa situação, muito menos trabalhar, infelizmente. Mas seria uma boa tentativa, se acompanhado de um programa de recolocação dessas pessoas no mercado de trabalho.

    Reply

  7. Avatar Marcia
    22 de abril de 2019 @ 17:50

    Éneas, tive a oportunidade de comprar minha casa através do minha casa minha vida e não me arrependo. Foi uma das melhores coisas que o governo fez. Se não fosse essa iniciativa nao teríamos o básico: um teto para chamar de nosso. Sugiro abrir um pouco mais teus horizontes. Vivemos em uma comunidade!

    Reply

  8. Avatar Luciene
    11 de maio de 2019 @ 10:10

    P quem não conhece, temos algo parecido no Brasil em relação a moradias de emergência…https://m.facebook.com/TETObra/?locale2=pt_BR

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *