2 Comments

  1. Por hora, 4 meninas de até 13 anos são vítimas de estupro no Brasil
    18/11/2019 @ 15:46

    […] Para ler a segunda parte desta reportagem, clique aqui. […]

    Reply

  2. Avatar Antônia Rosangela Pereira Portela
    07/01/2020 @ 10:36

    Olá, bom dia!
    Eu sou nascida e criada no interior do Estado do Maranhão, vivo em São Paulo SP há 18 ano. Eu tenho 50 anos e aos 7 anos de idade, eu brincava no quintal da casa de minha tia, quando meu primo, acho que ele devia ter uns vintes e tantos anos, filho de outra tia, pulou a cerca e quando eu perdi foi com ele tapando a minha boca, me jogou no chão de 4, e praticou a violência sexual, no dia do acontecido ele falou pra que eu não falasse nada se não ele ia me matar e nunca mais eu ia ver mamãe e papai, doeu muito, eu mal conseguia andar, mas fui pra casa, passei pela casa da minha tia e fui pra minha casa, fiquei quieta, também tive mede de minha mãe perceber e me bater, naquela época funcionava assim, a vítima spre era culpada. Isso nunca saiu de minha cabeça, os anos passaram, fomos morar outra cidade, eu através namorado, mas fugia de quando era pedida casamento, tinha vergonha de falar o que aconteceu quando eu tinha 7 anos, as pessoas prezavam muito o lance da vingidade. Mas de uns anos pra cá eu tenho vontade de denunciar ele, ah, eu tenho 2 filhos um casa de dois relacionamento diferente, mas não consegui conviver com os pais, e nunca nem namorado eu arrumei pra conviver com meus filhos. Esse meu primo vive na cidade de Nova Olinda do Maranhão, ele chama Antônio Soares Portela, ele é conhecido por Portela, e vive la pelas praças jogando dominó, eu me preocupo se ele ainda continua abusando de crianças. Por ele morar outra Estado, gostaria de orientações para fazer uma denuncia para que ele seja observado, para que investiguem ele. A mãe dele chama Dona Mariana e mora numa rua São Francisco, próximo a Igreja matriz São Francisco. Aguardo uma resposta.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *