Infância e Adolescência no Brasil

Infância e Adolescência no Brasil
O Olhar da Cidadania

 
 
00:00 / 52:43
 
1X
 

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a população brasileira em 2018 era composta por 208,5 milhões. Desse total, 65 milhões tinham de 0 a 18 anos.

Apesar de as crianças e os adolescentes representarem 31% da população, eles muitas vezes são esquecidos pelas políticas públicas.

Segundo o relatório ‘Changing Lives in Our Lifetime’, divulgado pela organização da sociedade civil Save the Children, o Brasil está na 99ª posição, entre 176 países, no quesito de proteção à infância e à adolescência. Mesmo sendo a maior economia da América Latina, o Brasil fica atrás de países como Cuba, Chile, Argentina, Costa Rica, Uruguai, Peru, México e Equador.

A mesma pesquisa também conclui que a América Latina é a região com os maiores índices de violência contra crianças e adolescentes, com cerca de 70 pessoas menores de 18 anos sendo assassinadas diariamente.

Para falar sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), documento criado há 29 anos para assegurar os direitos e deveres de crianças e adolescentes no Brasil, e sobre as políticas públicas para a infância e adolescência, recebemos, no Olhar da Cidadania do dia 31 de julho, Ilana Katz, que é psicanalista, doutora em Psicologia e Educação pela Universidade de São Paulo (USP), pós-doutoranda no Laboratório de Teoria Social, Filosofia e Psicanálise – LATESFIP/USP, além de realizar pesquisas nas áreas de clínica psicanalítica com crianças, o sofrimento psíquico na infância e alfabetização de crianças psicóticas; e Aline Souza Martins, psicanalista, e professora do Departamento de Psicologia da Faculdade Anhanguera – OSASCO/SP, doutoranda em Psicologia Clínica pela USP e que escreveu a dissertação de mestrado ‘Por que a guerra? Política e subjetividade de jovens envolvidos na guerra do tráfico de drogas’, além de realizar pesquisa nas áreas de violência, criminalidade, novas patologias e adolescência e jovens em conflito com a lei.

Entre os assuntos abordados estão: o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), a realidade do jovem periférico no Brasil, como a desigualdade social afeta a experiência da infância, quais são as políticas públicas para a infância e adolescência no Brasil e como elas são criadas, trabalho infantil e as diferentes formas de violação de direitos contra as pessoas com menos de 18 anos no país.

O programa também contou com a participação dos colunistas Christian Dunker, psicanalista e professor titular da USP, que falou sobre a felicidade e a busca exagerada por esse sentimento; e Marcos Perez, professor da Faculdade de Direito da USP, que falou sobre o conceito de cidades inteligentes e a aplicabilidade dessa forma de organização nas cidades brasileiras.

O programa foi apresentado pelo jornalista Joel Scala.

Olhar da Cidadania na Rádio USP

Todas as quartas-feiras, às 17h

Reprise todas as sextas-feiras, às 2h30

São Paulo: 93,7 FM

Ribeirão Preto: 107,9 FM