One Comment

  1. Nelson Junio Santos Rodrigues
    19 de julho de 2018 @ 13:04

    A medida é sem dúvida oportuna e necessária diante da situação de crise econômica, financeira, política e trabalhista que o povo brasileiro enfrenta. Pois as pessoas econômicamente mais pobres, são as que mais sofrem passando dificuldades no dia a dia. A energia elétrica além de um item necessário para todos é sempre uma das grandes vilãs no orçamento doméstico. Oxalá os governantes de fato voltem suas ações e cuidados na defesa e benefício dos mais empobrecidos, não apenas concedendo Benefícios com este, mas gerando mais empregos, melhor qualidade do ensino, educação e segurança, de forma que todo cidadão tenha acesso a uma vida digna. Louvavel seria implementar este benefício em favor também das Entidades Beneficentes do Terceiro Setor que enfrentam sérias dificuldades para sobreviverem cuidando de pessoas também empobrecidas no campo da assistência social, saúde e educação.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *