Fome aumenta na América Latina e Caribe, segundo estudo da ONU

Compartilhar

Haiti tem 47% da população em estado de subnutrição

Por: Isabela Alves

Cerca de 42,5 milhões de pessoas das regiões da América Latina e Caribe não têm comida suficiente para atender suas necessidades calóricas diárias. O número representa um aumento de 6%, ou 2,4 milhões de pessoas subalimentadas, em relação a 2015. Os dados são da pesquisa Panorama de Segurança Alimentar e Nutrição na América Latina e Caribe 2017.

Na América do Sul, a fome subiu 5% em 2015 e em 2016 houve um crescimento de 0,6%. Na área da Mesoamérica, 6,5% da população foi afetada pela fome no ano de 2015, enquanto no Caribe, o índice é de 17,7%. A pior situação de prevalência de fome é no Haiti, onde 47% da população (5 milhões de pessoas) está em situação de subnutrição.

O estudo também apontou que, na América Latina, 7,4% das crianças com menos de 5 anos, ou 2,5 milhões, estão com sobrepeso. Na América Central, o índice é de 6% e no Caribe é de 6,9%. Segundo o relatório, um terço dos adolescentes e dois terços dos adultos estão acima do peso e as mulheres são as mais afetadas pela obesidade.


Compartilhar