Campanha ‘Pode Ser Abuso’ alerta sobre violência sexual infantil

Compartilhar

No mês do Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Infantil, campanha ‘Pode Ser Abuso’, promovida pela Fundação Abrinq, contará com série de vídeos sobre os sinais da violência sexual infantil

Foto com tirada com foco em primeiro plano da mão aberta de uma criança. A criança sinaliza o "pare" enquanto aparece ao fundo se virando de costas.
Foto: Adobe Stock | Licenciado

Por Iara de Andrade

Com o objetivo de mobilizar a sociedade no combate à violência sexual contra crianças e adolescentes, a Fundação Abrinq criou a campanha ‘Pode Ser Abuso’. A iniciativa vem sendo realizada desde 2018.

No mês em que se comemora o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Infantil (18 de maio), serão divulgados vídeos com especialistas para falar sobre os sinais de que uma criança ou adolescente foi vítima de abuso.

Temas como o que é a violência sexual infantil, sinais que a criança que sofreu abuso dá, consequências da violência a longo prazo e qual o papel da sociedade no combate à violência sexual infantil estarão disponíveis semanalmente no site da campanha até o final do mês.

Além disso, o e-book ‘Chega de violência: Manual sobre como proteger as crianças e os adolescentes da violência sexual’ já pode ser baixado e demais materiais sobre a campanha podem ser consultados no mesmo site.

De acordo com a Fundação Abrinq, atualmente, no Brasil, 80 crianças são vítimas diárias de abuso sexual infantil, sendo que 86% delas são meninas, entre 10 e 19 anos. Dados de 2020 mostram que em 45% dos casos registrados, a violência acontece em residências onde a vítima e o abusador coabitam.

A Fundação Abrinq pelos Direitos da Criança e do Adolescente é uma organização sem fins lucrativos, que, desde 1990 trabalha na defesa de direitos de crianças e adolescentes promovendo estímulo à responsabilidade social, implementando ações públicas e fortalecendo organizações governamentais e não governamentais para a prestação de serviços sobre o tema.

Victor Graça, gerente executivo da organização, destaca: “É importante a consciência de que conter a violência sexual infantil é um papel de todos nós. Precisamos proteger as crianças e, para isso, é fundamental entender os sinais de alerta, as mudanças de comportamento, saber os caminhos para efetuar uma denúncia. O objetivo da Fundação Abrinq com a campanha Pode Ser Abuso é mudar esse cenário de violência infantil que temos hoje. ”


Compartilhar