O impacto positivo da crescente busca dos jovens por oportunidades de aprendizagem

Compartilhar

Foto: Adobe Stock

Por Wandreza Bayona

Nos últimos anos, temos testemunhado um aumento considerável na procura de jovens por oportunidades de aprendizagem no mercado de trabalho. Dados do Ministério do Trabalho e Emprego revelam que o número de jovens aprendizes que ingressaram no mercado profissional por meio da Lei da Aprendizagem cresceu 571% desde 2006, atingindo um recorde histórico de 546 mil jovens empregados no final de 2023. Esse aumento na procura sugere uma crescente conscientização sobre a importância da experiência prática e do desenvolvimento de habilidades desde a idade jovem.

Uma das principais vantagens dos programas de aprendizagem é que eles permitem a continuidade dos estudos enquanto se ganha experiência profissional. Isso proporciona aos jovens uma oportunidade única de aplicarem o conhecimento adquirido na sala de aula ao ambiente de trabalho real, enriquecendo sua formação acadêmica com aprendizado prático. Também neste formato, a renda extra gerada auxilia-os financeiramente enquanto investem em seu futuro profissional.

No último ano, o Instituto Ser+ capacitou 7 mil jovens em situação de vulnerabilidade, registrando uma impressionante taxa de empregabilidade de 75%. Esses números destacam a eficácia dos programas oferecidos, evidenciando o compromisso do Instituto em promover oportunidades de crescimento e desenvolvimento. A abordagem do Ser+ visa não apenas capacitar os jovens profissionalmente, mas também fortalecer sua autoestima e autoconfiança, preparando os jovens para enfrentar os desafios de suas jornadas tanto profissionais quanto pessoais.

A Lei da Aprendizagem tem sido fundamental na promoção da inclusão e no desenvolvimento da juventude brasileira, permitindo que os jovens conciliem estudos e trabalho, impulsionando seu crescimento pessoal e profissional. À medida que o país avança, é fundamental fortalecer e ampliar os programas voltados para o ingresso da juventude no mercado de trabalho, garantindo oportunidades para todos os jovens. Programas de aprendizagem, como os oferecidos pelo Ser+, desempenham um papel vital ao capacitar e inserir jovens no mercado de trabalho, contribuindo para um futuro mais promissor e inclusivo.

*

A opinião dos colunistas não reflete, necessariamente, a opinião do Observatório do Terceiro Setor.

*Wandreza Bayona é diretora executiva do Instituto Ser+ que desde 2014 atua na criação e desenvolvimento de oportunidades para a juventude, formada em Serviço Social pelo Centro Universitário FMU, com especialização em responsabilidade social corporativa e terceiro setor pela universidade FIA (Fundação Instituto de Administração) e LDR pela Saint Paul. Possui mais de 20 anos de experiência na área de Responsabilidade Social Corporativa, com foco em desenvolvimento e implantação de programas de RSC.


Compartilhar